novembro 03 2016

Cinco novos modelos de fresadoras a frio

A BOMAG está expandindo seu portfólio de máquinas na área de fresadoras de asfalto com mais cinco modelos. No total, este ano, BOMAG apresentou a maior gama de fresadoras a frio desde que a divisão de produtos foi introduzida.

Com a expansão da gama de produtos da classe compacta com transportador de carga traseira, a BOMAG agora oferece quatro modelos de fresadoras a frio com três ou quatro rodas e 500 mm ou 600 mm de largura máxima de trabalho. A classe de 1 m foi ampliada pela BM 1000/35, 1200/35 BM eo BM 1300/35 com fresadoras de asfalto com rotor traseiro, ​​e três outros modelos com um rotor central para aplicações especiais. Construída como uma fresadora a frio de grande porte, com um módulo central de fresagem, este modelo possui um posto do operador com uma excelente visão geral da obra. O rotor é montado centralmente o que garante alta performance e suavidade na execução.

Ao modelo BM 2000/60, na categoria de 600 hp foram adicionados outros dois modelos na categoria de mais de 750 PS. . Foram agregados dois modelos de 750hp ao modelo BM 2000/60 na classe 600 hp. Com motores de 771 CV (567 kW), a uma largura de trabalho de 2,000 milímetros ou 2,200 milímetros, e uma profundidade de corte de 350 mm. Além de seu desempenho, as máquinas se destacam pela manutenção simples e facilidade de uso. Por exemplo, possuem um pequeno motor monocilíndrico diesel para auxiliar atividades secundárias, tais como reabastecimento dos tanques de água, substituição da ferramenta de corte e limpeza da máquina.

Uma plataforma de serviços integrada permite acesso seguro e fácil às inspeções diárias da máquina, e o posto de comando possui assento isolado de vibração permitindo ao operador um trabalho mais concentrado e confortável.

Foi dada atenção especial a cada modelo de fresadora a frio, incluindo os novos, no desenvolvimento da tecnologia de fresagem. Como resultado da tecnologia empregada, a vida útil dos tambores de fresagem e porta-ferramenta de serviço pôde ser estendida em até 30% em comparação com outros sistemas. Além disso, os porta-ferramentas de troca são vantajosos, pois são isentos de manutenção, além de causar menos resistência de corte durante a fresagem de asfalto graças ao seu design compacto.

pedro

Escreva uma resposta ou comentário